Novo presidente do BBG toma posse e promete construir pontes duradouras entre Brasil e EUA

Paula Schitine – editora

Marcos Cerutti, é um líder empresarial e empreendedor dos nossos tempos. Com mais de duas décadas de experiência no desenvolvimento e implementação de soluções sustentáveis em diversas indústrias fundou diversas startups. Ao longo da carreira, teve a oportunidade de liderar projetos inovadores, como a criação da primeira estação de combustível 100% ecológica no Brasil em parceria com a Harvard Business School, evidenciando seu compromisso com práticas empresariais ambientalmente responsáveis.

“Minha carreira foi baseada na busca de promover soluções que gerem eficiência e assim sustentavelmente abrangentes para impulsionar a indústria em direção a um futuro mais ecológico, harmonioso, eficiente e sustentável.

Marcos Cerutti tomou posse como presidente do BBG (Brazilian Business Grou), que é subsidiária da Brazil International Foundation e nos concedeu uma entrevista onde aponta caminhos para a comunidade Brasileia de empreendedores e empreendedoras na Flórida. Conheça mais a história pessoal e profissional deste novo líder.

Marcos Cerutti. Foto: divulgação.

Como tem sido a sua atuação na comunidade brasileira na Flórida até agora? Conte um pouco da sua história como imigrante.
Há cinco anos, fiz a mudança para a Flórida com o propósito principal de proporcionar uma qualidade de vida melhor para minha família. Graças a um planejamento meticuloso de mais de uma década, a transição e adaptação não foram tão abruptas, o que nos proporcionou uma transição tranquila e permitiu que eu me dedicasse à construção de projetos de longo prazo.

Durante esse período, um projeto em particular chamou a atenção do presidente do Conselho do BBG, Sr. Aloysio Vasconcellos. A partir desse encontro, desenvolvemos uma amizade baseada em admiração, respeito e colaboração mútua. Nossa sinergia resultou na concepção de ideias conjuntas, o que culminou este ano no convite para contribuir na orientação estratégica do BBG em direção a um futuro promissor.

Hoje, o BBG alcançou maturidade e se tornou uma referência em termos de relações institucionais na Flórida, EUA. Seu impacto tem se estendido para além das fronteiras, com operações também na Europa e na Ásia. Acreditamos que a instituição tem um papel crucial a desempenhar na comunidade da diáspora brasileira em todo o mundo, fortalecendo as relações entre os grupos globais e contribuindo de maneira significativa para o cenário internacional.

Quais os objetivos do BBG na sua visão e que contribuição a sua trajetória e visão de mundo podem trazer ao BBG?
Os objetivos do BBG, na minha visão, residem em sua capacidade de atuar como uma ponte fundamental entre diversas realidades e culturas, fomentando uma compreensão mais profunda e fortalecendo as relações entre agentes globais. A minha trajetória e visão de mundo podem contribuir significativamente para o BBG nesse sentido. Compreendo o mundo contemporâneo como um espaço cada vez mais volátil, moldado pela rápida disseminação e processamento de informações. A democratização do conhecimento intelectual derrubou as barreiras de entrada, resultando em uma reconfiguração das fronteiras tradicionais. A pandemia acelerou esse processo de evolução, levando-nos a repensar as dinâmicas das relações humanas em níveis globais e institucionais.

Acredito que o BBG desempenha um papel vital ao buscar compreender, ajustar e escalar essa nova realidade em constante mudança. Sua missão de harmonizar frequências e expectativas entre os diversos agentes de mundos tão diferentes é crucial para promover um ambiente de cooperação e compreensão mútua. Estou comprometido em trazer minha perspectiva única, enraizada na compreensão das complexidades do cenário global atual, para contribuir com o BBG na realização de sua visão de construir pontes duradouras e promover relações sólidas e significativas entre os setores empresariais e institucionais.

Quais são os principais objetivos da sua gestão e os maiores desafios?
Os principais objetivos da minha gestão no BBG são a promoção de uma compreensão mais profunda e uma colaboração mais estreita entre os diversos setores e comunidades, tanto dentro da diáspora brasileira quanto além dela. Buscaremos fomentar um ambiente de cooperação global e fortalecer as relações entre as diferentes esferas empresariais e institucionais. Almejarei posicionar o BBG como uma referência no estabelecimento de pontes duradouras e significativas entre os agentes locais e globais, Brasil | USA, em consonância com a visão de um mundo interconectado e dinâmico.

No entanto, não tenho dúvida que enfrentaremos desafios significativos nesse caminho. Compreendo que a rápida evolução do cenário global, impulsionada pela disseminação e processamento acelerado de informações, demanda uma adaptação constante e que pessoas e agentes, na sua maioria, ainda não se encontram preparados para essa drástica adaptação . A necessidade de compreender e ajustar-nos a essa nova realidade em constante mudança é um desafio crucial, com o incentivo e fomento de uma estrutura básica educacional e informativa. Além disso, a diversidade de perspectivas e a complexidade das relações internacionais exigem uma abordagem estratégica que leve em consideração as nuances culturais e as diferenças entre os agentes globais cada vez mais expostas às diferenças. Estamos comprometidos em enfrentar esses desafios por meio de uma gestão transparente, colaborativa e centrada na inovação, buscando sempre promover o crescimento e a prosperidade contínuos da comunidade empresarial e institucional que servimos via conhecimento.

Qual a importância do BIF na sua visão?
Na minha visão, o Brazilian Business Group (BBG) desempenha um papel fundamental como um dos principais facilitadores das relações empresariais e institucionais dentro da estrutura da Brazilian International Foundation (BIF) e seu trabalho com a comunidade brasileira na Flórida e além. Através de suas iniciativas estratégicas, o BBG promove ativamente um ambiente propício para a colaboração e o desenvolvimento de parcerias significativas entre os agentes globais, fomentando o crescimento econômico e cultural tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos.

É importante ressaltar que o BBG é parte integrante da Brazilian International Foundation (BIF), cujo papel fundamental tem sido a promoção do equilíbrio e bem-estar na construção de relações políticas e institucionais entre o Brasil e os Estados Unidos. A atuação proativa da BIF nos bastidores tem contribuído significativamente para o fortalecimento das relações bilaterais ao longo dos anos, com o BBG desempenhando um papel crucial como um dos principais agentes dessa estrutura.

Sob a liderança dedicada do Sr. Aloysio Vasconcellos, que atua como Chairman da BIF, o BBG tem sido um elo vital nesse contexto, trabalhando incansavelmente para fortalecer e promover relações sólidas entre a diáspora brasileira em todo o mundo. A colaboração contínua entre o BBG e a BIF tem sido essencial para o estabelecimento de uma rede robusta e abrangente de cooperação entre os pares e instituições, criando um impacto significativo no cenário político e empresarial global entre o Brasil e os Estados Unidos.

Leave a comment

en_US